Follow by Email

segunda-feira, 3 de setembro de 2012

CHAMA A SIMONE DE BEAUVOIR!









 ”Quando tenho que reduzir a quantidade de calorias, corto o doce e o jantar”. (Débora Nascimento, atriz).






Carol Nakamura evita sal e fritura e aposta nos alimentos integrais, light, diet, legumes e verduras. Carol também não come doces (dançarina do Faustão)






Tassiana Dunamis, dançarina do Pânico "Procuro não comer nada gorduroso. Opto sempre por carnes magras, como peixes e frango, alimentos integrais e frutas”.













Nicole Bala atriz (?) modelo (?) – come apenas uma folha de alface no jantar.
















Thaiz Schimitt levou o concorrido posto de coelhinha da Playboy - a loira também não compra doces para deixar dentro de casa. "Depois que comecei a morar sozinha passei a ficar viciada em doce, portanto nem tenho em casa”.







Nathalia Santoro, garota fitness 2012-Ela não tira um dia sequer para comer besteiras e sempre que vai a um restaurante leva sua própria refeição. "Sempre levo frango ou peixe, pois nunca sei como o lugar prepara os alimentos, se é com manteiga ou azeite. Apenas como a salada e os legumes do restaurante”.







A modelo Carolina Portaluppi, filha do ex-jogador e técnico Renato Gaúcho : “Sempre carrego fruta e torrada integral na bolsa. Eu como de três em três horas. E não como carboidrato a partir das 17h. Não como fritura, nem doce."


De tudo isso, só não ouvi nenhuma delas dizendo que gosta de ler (se é que sabem ler) e nem falar sobre algo relativamente intelectual.

Em sua maioria, elas se autodenominam atriz/modelo. Estranho...Salvo raríssimas exceções, nenhuma delas participou de  peça de teatro alguma e nem sequer desfilou em nenhuma passarela com grife A ou B.

Quanto à alimentação, deve ser horrível não poder comer uma pizza, ou um chocolate. Em sumo, ser normal...

Triste sociedade que dá valor a isto e não às mulheres de verdade. Aparentemente o feminismo perdeu espaço graças a algumas mulheres sem carisma e inteligência, que fazem o jogo manjado e retrógrado masculino. Numa sociedade falocêntrica, era só isso que bastava para que o lado que erroneamente ganhava a chamada guerra dos sexos confirmasse a vitória, ainda que momentânea, para o ser que é o mais fraco, o homem.








Ah! Esqueci-me dela... Simone de Beauvoir - Inteligente, bela, de personalidade própria, precursora do feminismo, escritora, filósofa, parceira de trabalhos com Jean Paul Satre, politizada... Tantos adjetivos que faltaria espaço para todos .Ela era uma MULHER na acepção da palavra.





1952 - Numa época em posar nua era uma forma de protesto; e não a única forma de sobrevivência financeira de algumas.


Leia também:


O INCRÍVEL MUNDO DA SUPERFICIALIDADE HUMANA...




Nenhum comentário:

Postar um comentário