Follow by Email

sexta-feira, 7 de setembro de 2012

Calote de 15 clubes é de R$ 3,3 bilhões





As dívidas trabalhista, bancária e fiscal de 15 dos principais clubes brasileiros são de R$ 3,3 bilhões, conforme dados da BDO Brasil, de maio, em reportagem do Super Esportes do Correio Braziliense. O levantamento foi realizado com base nos balanços dos clubes.
Reportagem
Assinada por Braitner Moreira e Vítor Moraes, a reportagem do últio dia 2 se reporta às denúncias que aqui foram feitas mostrando que, mesmo diante de várias tentativas do governo federal para negociar a dívida, os dirigentes dos clubes não honraram os compromissos fiscais -  Imposto de Renda, INSS e FGTS.
DÍVIDA CRESCENTE – Valores em R$ milhões
CLUBE
2007
2011
AUMENTO
Botafogo
213,9
563,9
163,60%
Fluminense
275,8
404,9
46,80%
Vasconão declarou
386,9
Atletico-MG
207,6
367,6
77,10%
Flamengo
271,3
355,5
31%
Palmeiras
59,1
245,3
315,10%
Santos
115,6
207,7
79,70%
Grêmio
105
198,9
89,40%
Internacional
121,1
197,4
63%
Corinthians
101,5
178,5
75,90%
São Paulo
51,6
158,5
207,20%
Portuguesa
118,3
138,3
16,90%
Cruzeiro
97,7
120,3
23,10%
Coritiba
50,2
111
121,10%
Ponte Preta
43,1
105
143,60%





Observem que os dois clubes que tiveram maior crescimento da dívida nos últimos anos
 quatro são paulistas: o Palmeiras, com 315% e o São Paulo FC com 207%.

Mas, há três meses, a diretoria do São Paulo foi a única que respondeu às consultas que fiz apresentando certidões negativas dos credores (Receita Federal, INSS e Imposto de Renda). Isso significa que está em dia com o fisco.
Os demais estão “inadimplentes”, isto é, não podem receber verbas públicas.
Conselheiro
A mesma reportagem do Correio Braziliense (“Sua dívida por uma canetada”) tem artigo de Gustavo Marcondes, onde faz revelação interessante.
O deputado Vicente Cândido (PT/SP), que defende o perdão dessa dívida bilionária, com o apoio do ministro do Esporte, Aldo Rebelo(PCdoB/SP), é conselheiro do Corinthians, que deve R$ 178 milhões aos cofres públicos. Fora os benefícios do Govero do Estado ao estádio em construção…
Já o deputado baiano, José Rocha, presidente da Comissão de Turismo e Desporto da Câmara, tenta salvar a pátria:
“Se os clubes estão devendo, têm que pagar”, disse aos repórteres do Correio.
Finalmente
O assunto poderá ser levado á consideração da presidente Dilma Rousseff para que ela dê aval ao calote proposto por Cândido.
A presidente que, ontem, em pronunciamento à nação, se orgulhou afirmar que o Brasil é um país bem sucedido graças, também, ao “equilíbrio fiscal” de seu governo.




Nenhum comentário:

Postar um comentário