Follow by Email

terça-feira, 26 de março de 2013

Só um Recado para o Pseudo Prefeito do Rio, Eduardo Paes



 Que a saúde pública no Brasil inteiro é uma merda, todos sabem. Pouco se faz a respeito e muito do dinheiro que poderia melhorar o sistema é desviado para "N" coisas, como a famosa corrupção, um eventual caixa dois, uma conta nas Ilhas Cayman ou para investir em eventos de grandes proporções e inúteis, como a Copa do Mundo e as Olimpíadas.

 No caso da cidade do Rio de Janeiro a dupla Paes/Cabral tem feito um estrago inimaginável na vida dos moradores.

  Poderia ocupar um espaço imenso para falar dos desmandos de Sérgio Cabral, de longe o pior governador da história do estado do RJ. Mas vou me ater ao pseudo prefeito Eduardo Paes, também tentando superar a marca de pior governante da Cidade Maravilhosa e fazendo da vida das pessoas um verdadeiro inferno.





  

Em mais um momento que apenas reforça a tese que Paes nada faz para melhorar a saúde pública da rede municipal, o UPA do Campo Grande 2, situado na Avenida Cesário de Melo, s/nº, mostrou que um político que enxerga apenas seus interesses mesquinhos é capaz de relegar a população a própria sorte.

  Na citada Unidade de Saúde, a paciente C. (melhor manter o anonimato, nunca se sabe o que pode acontecer com que denuncia incompetência e imbecialidade crônica) deu entrada no começo da noite e a demora no atendimento a uma pessoa que estava com muitas dores causou estranheza em quem a acompanhava. Havia vários pacientes e nenhum, repito NENHUM médico para atender. Ao checar com a recepcionista, foi constatado que os médicos estavam DORMINDO. Que interessante. Enquanto uns tentam tirar um cochilo, outros lutam com dores e, conseguinte, por suas vidas.





 Além de dormirem sono farto, deixaram ordens de não ser interrompidos. 

 Como estavam lidando com vidas e a preservação das mesmas, a indignação foi grande. O jeito foi chamar a polícia para garantir o que é direito. Ter que acionar 190 para que uma unidade de saúde PÚBLICA possa prestar os serviços que são obrigação, é o cúmulo do absurdo. Ou, se analisarmos que tipo de prefeito tem no Rio, apenas mais um de seus descalabros.

 Com a chegada dos policiais a coisa mudou de figura. De sonolentos, os médicos preguiçosos se tornaram prestativos. "Ah, depois que a polícia chegou lá, as enfermeiras foram no sapatinho e chamaram os médicos, aí quando a polícia estava lá , todos os consultórios tinham os médicos, e pediatras aí disseram para os policiais que os médicos estavam atendendo normalmente, isso foi realmente irritante, pois estavam insultando nossa inteligencia", relata a pessoa que acompanhou todo o descaso de perto.

  O curioso é que no site da pseudo prefeitura do RJ, a UPA é mostrada com um atendimento 24 horas e não menciona que, enquanto os "doutores" estiverem puxando a SESTA ninguém será atendido. Pode-se conferir AQUI.






 Havia só um médico de plantão? Segundo minha fonte, não. "Havia 6 clínicos gerais e 4 pediatras sendo que só havia um clinico atendendo a todo mundo, e uma pediatra que atendia uma criança, aí quando terminava voltava pra salinha onde estavam dormindo, aí sempre que chegava criança , ela acordava com aquela cara de raiva, aí atendia e voltava pra sala."

  A negligência de parte de alguns médicos com a vida humana é assustadora. Causa estranheza que a secretaria de Saúde insista em ignorar um fato terrível como este, que não foi o único naquele dia, naquela semana, neste mês, neste ano. Cadê o Conselho Regional de Medicina nessas horas?

  Eduardo Paes cheira a demagogia barata. Seus eleitores são dignos de pena, pois tamanha alienação, resultante de muitas horas/dia assistindo a Rede Globo, causa um dolo tremendo a uma cidade que enfrenta problemas graves, típicos de uma megalópole.





  O mais impressionante é o silêncio da grande imprensa (que de grande não tem coisa alguma) sobre algo de tamanha seriedade.

  "A saúde esta uma zona...O mais triste é saber que tudo isso é com nosso dinheiro, dos nossos impostos, suor do nosso rosto .... e isso acontecendo... O que importa é a zona sul, porque lá tem turistas, enquanto aqui na zona oeste, os doentes sofrem nas filas", desabafou a pessoa que viu tudo de perto, sem demonstrar esperança em dias melhores na cidade que deveria ser referência nacional, já que é a mais conhecida internacionalmente.

  Resta a denúncia formal ao Ministério Público pra que canalhices desse porte não voltem a acontecer em nenhuma cidade brasileira. Até porque, direito a saúde é algo constitucional. E muitos políticos tem o péssimo hábito de usar a Carta Magna como papel higiênico, ao invés de respeitá-la, como deveria ser em um país civilizado.



Leia também:

A Saúde? Mas, Qual Saúde?

ACORDA BRASIL!!!!!




4 comentários:

  1. Lamentável, a política brasileira!
    Lembrando que o poder público é um prestador de serviços. Ou seja, também passível de punição!
    Porém, a fiscalização é nula! Eles fingem que trabalham, e a gente finge que acredita!
    O meu orgulho de ser brasileiro? Nenhum!!!
    De ser carioca? rsrsrs... Tem que rir pra não chorar!
    Vergonhoso! Pátria que Pariu!!!
    Enquanto isso no DETRITO FEDERAL... Já começou o feriadão!
    Tá Flórida! "Nunca Fomos Tão Brasileiros!"

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Robson. O que falta a certos políticos é um choque de realidade, e da população... bom, esta tem que sair da sua letargia de praxe, para que as coisas comecem a funcionar de verdade. Um abraço

      Excluir
  2. Os hospitais e escolas públicas estão cheios de funcionários que trabalham do setor privado e fazem bico no setor público. Vão quando querem e prestam serviço porco...No setor privado são vigiados , eles trabalham, e vão no setor público pra dormir...No público, ninguém administra, nem o governo, nem as secretarias. Pagamos seu salários, e eles nos viram a cara...Além da falta de estrutura, falta pessoas que cuidem do dinheiro que investimos, quando ele CHEGA...No Rio a situação é muito ruim,sem dúvida. Sem fiscalização, ou melhor, com administração incompetente das prefeituras e do governo, e falta de caráter dos mesmos, a situação não melhora.
    POLICIA NELES! o povo tem que parar de dar uma de COITADO dar uma de FISCAL, tem que começar a chamar a POLICIA! se todos fizessem isso, acabariam os desmandos. Gostei da iniciativa e que sirva de EXEMPLO!
    Bem amigo, a coisa está muito feia, se não respeitam a vida humana, o que vão respeitar? Policia neles mesmo!
    abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é meu amigo Marcos, e o que mais me incomoda nisso tudo é que aconteceu com uma amiga querida e eu quis ajudá-la da única maneira que posso: denunciando. Espero que sirva de alerta para não acontecer mais esse tipo de excrescência contra a população abandonada.Um abraço

      Excluir