Follow by Email

quinta-feira, 2 de agosto de 2012

RESUMÃO DE LONDRES - PARTE 1








"Os atletas merecem um pouco mais de respeito"



A frase é de Joana Maranhão,defendendo os atletas que não conseguiram disputar finais ou medalhas.












"Hoje eu não ligo mais, já fui muito bombardeada mas hoje aprendi a blindar. Mas a Rafaela é uma menina que está nos primeiros Jogos Olímpicos dela e as pessoas já começam a falar. O Diego Hypólito também as pessoas falam como se o menino fosse um fracasso. Quantas pessoas não queriam estar no lugar dele? Ele tem uma medalha de ouro em Pan, medalha de campeonato mundial, não é fracassado de jeito nenhum. Então para esse próximo ciclo olímpico vale a reflexão de todo mundo"




Ser um atleta brasileiro não é fácil.Sem patrocínio,sem incentivo de governo,sem respaldo de federações ou do COB(Comitê Olímpico Brasileiro)e esquecidos pela mídia durante 3 anos e 10 meses,estes profissionais abnegados sofrem com críticas de todos os lados,até de ex atletas ,que já estiveram na mesma situação.

Pior que isso é a euforia ufanista desses pretensos comentaristas,outrora jogadores com os mesmos problemas,e muitas vezes sem um único título em seu currículo,que endeusam os competidores brasileiros pra depois,quando há a decepção,jogá-los aos lobos.Isso sem contar a mania eterna de distorcer a realidade em prol do "Brasil".
















Numa hora , " as jogadoras brasileiras de vôlei são as melhores,diferenciadas com mais improviso e técnica";depois,quando a casa caiu,"não teve empolgação,a seleção estava apática e sem mostrar talento".Ué,não eram as que tinham a maior técnica? Depois," o boxeador brasileiro foi melhor nesse round.O adversário nem o acertou com " - (aí entra o replay que mostra a surra que o brasileiro levou) - "Humm...que pancada,mas o telespectador tem que entender que em 'slow-motion' dá a impressão que o golpe foi mais contundente".Nunca pensei que a crônica esportiva fosse tão corrompida e perversa...









Chegou ao ponto de certos "cronistas" dizerem que os atletas do judô decepcionaram o país.Bom,ouvir excrescências iguais a essa vindas de pseudo jornalistas como Galvão Bueno,não é necessariamente novidade.Até porque,quem verdadeiramente decepcionou o Brasil no fomento ao esporte foi a emissora que prioriza futebol em detrimento de todas as outras modalidades esportivas.Ao invés de reclamar dos esportistas,comece a exibir em horário nobre partidas de Handebol,de Pólo Aquático e outras modalidades relegadas ao ostracismo durante o período de 3 anos e meio.Interesses egoísticos de concessões públicas (sim ,uma emissora de TV é do povo,e não um feudo de empresários gananciosos e o com moral duvidosa)acabam suplantando o desenvolvimento do esporte.Só futebol não faz do Brasil uma potência olímpica.




Nos esportes coletivos, então, as coisas estão ainda piores. Críticas ferrenhas às seleções de vôlei e basquete(principalmente as equipes femininas) mostram o quão atrasada está a mentalidade da mídia,Brasil afora. Assim fica difícil para um atleta conseguir seus objetivos ( e dos cartolas) : conquistar medalhas.




P.S.- Quem foi que disse para o irmão do Pedro Bial (Alberto Bial) que ele é comentarista esportivo?Bom, seja quem for,não importa mais.Até porque ele já acreditou e o estrago está feito.

Chama o síndico!




Nenhum comentário:

Postar um comentário