Follow by Email

terça-feira, 21 de agosto de 2012

QUANDO A ESQUERDA FICOU DESTRA...





   O termo se originou durante a Revolução Francesa em referência à disposição dos assentos no parlamento; o grupo que ocupava os assentos da esquerda apoiava as mudanças radicais da Revolução. O termo passou a definir vários movimentos revolucionários na Europa. Segundo alguns filósofos, ser de esquerda é lutar pela igualdade; descrevem seus adeptos como pessoas que tem "preocupação pelos direitos dos trabalhadores, pela plutocracia,pelo feminismo  e vários tipos de igualdade social”.Isso eclodiu em meados do século XIX,quando as desigualdades beiravam as raias do absurdo.Surgiram ideologias revolucionárias,como o marxismo,o socialismo,o anarquismo,a social democracia e o liberalismo social.Eram tempos difíceis e,portanto,mudanças eram necessárias.Muitas ajudaram a reestabelecer uma certa ordem,no tocante ao reconhecimento de direitos trabalhistas(inexistentes até então). Mas a partir daí muita coisa mudou e acabaram por perverter sua essência. Dentre  as revoluções (na URSS,em 1917,na China,em 1949,em Cuba em 1959)e líderes dos movimentos(Lênin,Mao,Fidel),e sua aplicação prática ,algo se perdeu no meio do caminho.





          Stalin – seu programa de industrialização intensiva prejudicou diretamente a Ucrânia, gerando genocídio e fome. Esta fome imposta ao povo ucraniano pelo regime soviético causou um mínimo de 4,5 milhões de mortes e mais 3 milhões em outras regiões da URSS. Ele mandou que grupos étnicos fossem completamente ou parcialmente deportados, frequentemente em caminhões de gado, milhares de deportados morriam no caminho




         Mao Tsé-Tung - Muitos dos ‘programas sociais’ radicais de Mao foram causadores de danos severos à cultura, sociedade, economia e relações exteriores da China, como também pela morte de 42 a 70 milhões de pessoas.




         CHE – liderou pessoalmente os primeiros pelotões de fuzilamento e os campos de trabalho forçado usados para encarcerar homossexuais e dissidentes; os julgamentos em ginásios, com sentenças proferidas por crianças sob seu comando; ordenou centenas de execuções sumárias, decretadas pelo tribunal revolucionário de Havana, que ele mesmo administrava;  foi um dos estopins para a crise entre o exército brasileiro e o Executivo, quando foi condecorado por Jânio Quadros com a comenda do Cruzeiro do Sul.




      Fidel nunca foi eleito através de eleições diretas, não permitiu a criação de partidos de oposição, nem liberdade de imprensa. Foi descoberto, nos anos 90, que detinha contas milionárias no exterior (um contraponto à miséria absoluta da população de Cuba).




      Luís Carlos Prestes – Talvez o mais próximo de um líder esquerdista do Brasil. Com todos os seus defeitos, morreu fiel aos seus ideais (uma de suas últimas aparições públicas foi durante as eleições de 1989, pregando voto contrário a Collor). Mas cometeu seus deslizes, também. Apoiou incondicionalmente a emenda nº 3.165 do fim dos anos 40, de autoria do deputado carioca Miguel Couto Filho;  tal emenda dizia: "É proibida a entrada no país de imigrantes japoneses de qualquer idade e de qualquer procedência". E, o pior de todos,assassinato. Suspeitou-se que uma moça chamada Elvira Cupelo Colônio, codinome Elza Fernandes, estaria delatando os companheiros à polícia. A jovem foi condenada à morte pelo "tribunal vermelho". Prestes era soldado do Partido, e a esses soldados não se admitiam crises de consciência. Alguns dias depois Elvira Colônio foi estrangulada com uma corda, em uma casa da Rua Mauá Bastos, Nº 48-A. O corpo foi enterrado no quintal da casa. Mas, excetuando-se esses desvios em sua vida, até hoje é reconhecido por ter defendido suas ideologias de maneira intensa. Sua vida foi retratada no documentário “A Coluna Prestes – O Velho”.





      Marighela – matar fazia parte da rotina/optou pela luta armada contra a ditadura, radicalizando suas ações; escreveu “A crise brasileira”, “Manual do Guerrilheiro Urbano”; fundou a ALN Ação Libertadora Nacional; participa do sequestro do embaixador americano Charles Elbrick,  junto com o MR-8;  foi assassinado pelo abjeto Sérgio Paranhos Fleury - um criminoso, caçador de criminosos.




       Lech Walesa – o primeiro sindicalista a chegar ao poder (presidiu a Polônia de 1990 até 1994), teve um administração complicada e envolta em escândalos; uma crescente insatisfação da opinião polaca em relação às suas posições fez com que nunca mais fosse reeleito.




Leia também:



       Lula- Após a redemocratização,os dois governos civis que se seguiram à Nova República(eleitos pelo voto direto)Collor e FHC,mostraram ao Brasil um pragmatismo nauseante que, para ser  mantido custaria muito aos cofres da Nação.A partir daí os escândalos de corrupção se avolumaram,tanto entre colloridos,quanto tucanos.Mas foi sob a administração de “esquerda” de Lula que a expressão  mensalão foi apresentada à Nação.Outros partidos tiveram o seu próprio mensalão (caso do DEM e do PSDB,também partidos com suas respectivas fileiras abarrotadas de pessoas sem caráter),mas não com os mesmos valores que o esquema petista.Soma-se a isso ,um assassinato sem solução de uma figura central da arrecadação de dinheiro para a campanha à presidência(Celso Daniel)e teremos uma trama sórdida,nefasta,que denota a pior estirpe de políticos da história recente do Brasil.Não bastava mais perverter os ‘ideais’(se é que os distintos cavalheiro os tinham),não bastava fazer alianças de mera conveniência com inimigos de outrora;não bastava  trair seu fiel eleitorado e aqueles que os viam como uma alternativa política.Era necessário tomar o cofre da Viúva na base da fórceps e ainda deixar uma vítima dessa loucura pelo caminho.(Ao ver aquela imagem do ex prefeito de Sto. André,em uma rua de terra de Juquitiba,interior de SP percebi que não há limites para a sordidez humana...).Mais uma vez, a esquerda disse a que veio.




     Muitos usaram bandeira da ‘esquerda’ para alcançarem o poder e depois traírem os dogmas socialistas. Isso aconteceu na China,na extinta URSS,em Cuba e no Brasil.Seja qual for o momento ou a situação,sempre houve alguém que optou por perverter algo,em proveito próprio,usando a chancela esquerdista.Talvez por isso,ser de esquerda nos dias de hoje pareça tão obsoleto,ou pior,faz os que sempre foram e/ou defenderam o conservadorismo retrógrado,ser reconhecidos como os “paladinos da moral e dos bons costumes”.Ledo engano.Os incautos enxergam os adeptos da direita,que sempre federam a mofo,como os salvadores da pátria(independente de qual Nação).Isso só denota que muitos tem a visão estreita.Na verdade,a esquerda foi denegrida por seus próprios representantes.Seja pelos que não souberam se adaptar aos novos tempos,seja porque traíram os ideias de mudança.Quando alguém nos decepciona,o curso natural é olhar para aqueles que são a oposição ao fator vigente.



       Tudo isso me lembra a hipocrisia relatada no clássico livro A Revolução dos Bichos de George Orwell, ele mesmo um comunista desencantado com o que via na então União Soviética.



   Na prática a esquerda foi derrotada há muito tempo. E pela própria esquerda...





Nenhum comentário:

Postar um comentário