Follow by Email

domingo, 22 de julho de 2012

OLIMPÍADAS S. A.




       Seria engraçado,se não fosse deprimente ver que a cada quatro anos a imprensa tupiniquim trata os esquecidos e marginalizados atletas de outras modalidades(que não seja futebol) com uma atenção e uma bajulação que causa asco.Pior:agem como se estas pessoas não tivessem existido até aquele momento(momento este em que eles se tornam atrativos para os meios de comunicação).

       Será que o maganos da comunicação sabem que estas mesmas pessoas que lutam pelo “Brasil”(??),não conseguem se manter e tem que conservar um outro emprego,além da modalidade que praticam?Será que os gênios da crônica esportiva entendem que estes abnegados praticam o esporte por amor,já que ficou comprovado que não é pelo dinheiro,que não conseguem ganhar?É de conhecimento dos “doadores de cérebro” da nossa mídia que existe vida além de Neymar?Que há possibilidade de transmissões de outros esportes,desde que haja interesse?Que eventos pouco difundidos,como polo aquático,handebol,futebol feminino e atletismo poderiam ser transmitidos com o mesmo empenho que se tem quando se exibe uma partida de futebol masculino?Que o bolsa-esmola,ops,o bolsa-atleta é de um valor vergonhoso e insuficiente para que o profissional exerça sua atividade com segurança,e enquanto isso,o presidente do Comitê Olímpico Brasileiro(COB) Carlos Arthur Nuzman consegue se manter com altíssimos rendimentos da própria instituição(só o valo dos seus ternos poderiam custear alguns atletas durante um ano inteiro)?



       Por um acaso, as pessoas não sabem de nada disso?Sabem sim, e de propósito  se esquecem.Uma amnésia conveniente,que acaba desrespeitando os verdadeiros astros do evento (as Olimpíadas).E durante este período,vale tudo.Usá-los como bucha de canhão (na guerra pela audiência),como forma de ter exclusividade ou de mostrar um furo de reportagem,obrigando-os a participar dos eventos ou programas da emissora para divulgar as partidas ou competições.

      Triste país onde estes atletas tentam,com luta e sacrifício manter o esporte em atividade e competitivo,mas tendo que se desdobrar em mais de um emprego para manter este sonho  vivo.Triste país onde um jogador como Neymar consegue ganhar milhões por mês,mas atletas de outras modalidades  não conseguem se sustentar com o bolsa- atleta.Triste...




   Mas o que vale mesmo são as medalhas,a cerimônia,onde o hino é tocado e há a possibilidade de cacifar em cima da conquista alheia.Pior é ouvir o locutor da emissora,que  despreza a modalidade,se apropriar da conquista do atleta quando diz “Fulano ganhou o ouro para o Brasil!!!”.Sério?Achei que ele tivesse ganhado a medalha para coroar seu esforço e seu empenho.Neste caso “Fulano ganhou a medalha para ele mesmo,e para aqueles que o apoiaram desde o início,sem ressalvas.Bom,neste caso,o “Brasil” não ganharia medalha alguma,sob nenhuma circunstância.



2 comentários:

  1. Olá amigão!
    Muito legal a matéria, alias os esportes que mais gosto, como sinuca, tenis de mesa e xadrez, não tem nenhuma divulgação na tv aberta e fica apenas a me contentar com o futebol. Muitos atletas comem miojo enquanto os governos superfaturam nossa grana em vilas olimpicas deixando elas afundarem no solo, com mais dinheiro jogado fora, é revoltante!
    abraços!

    ResponderExcluir
  2. Verdade Marcos.Obrigado pelo comentário,seja muito bem vindo.

    ResponderExcluir