Follow by Email

domingo, 1 de julho de 2012

Apolitico de carteirinha




    O bipartidarismo no Brasil corre o risco de se tornar tão inútil quanto o dos EUA.  Lá os dois principais partidos se tornaram mais do mesmo,deixando os eleitores confusos em vários momentos, sem saber exatamente a diferença ideológica existente entre eles.

  Aqui não é muito diferente,já que PSDB e PT se assemelham mais do que seus caciques gostariam.Tanto em matéria de incompetência, de pragmatismo, quanto ao número de escândalos --do  lado tucano: as privatizações sob suspeita, Eduardo Jorge e o suposto tráfico de influência,suspeita de compra de votos para aprovar a emenda da reeleição, o Sivam,a pasta rosa; do lado petista:o mensalão, o esquema do valerioduto, dossiês forjados,dólares na cueca (os aloprados,lembra?) o caseiro Francenildo, o caixa-dois defendido como prática comum até pelo presidente, em uma entrevista em Paris, suspeita de arrecadação para campanha, oriunda de bicheiros.

   Essa quadro político brasileiro banaliza ideologias,causa mal estar ao transformar dois partidos grandes(e não grandes partidos)em uma variação do mesmo tema e afasta ainda mais o cidadão comum dos fatos relevantes do dia-a-dia,fazendo com que mais pessoas adotem o slogan "odeio política". Soa como desculpa; e é, pois nada justifica a alienação, o desinteresse e a ignorância proposital dos meandros da política. Isso, em si,  é tudo o que os nossos nobres senadores, deputados e adjacentes mais querem. Afinal, o que é relevante para o brasileiro é que ano de eleição vem junto com  COPA do mundo. Isso em si, é uma alento para as mentes tacanhas,responsáveis por esse estado de coisas na política brasileira desde a advento da Nova República.O que fazem petistas e tucanos não desperta interesse, mas o que Neymar, Kaká e cia fazem o brasileiro adora saber.

 Haja coração,amigo!!



Nenhum comentário:

Postar um comentário