Follow by Email

segunda-feira, 23 de julho de 2012

DEZ ANOS DEPOIS...

























Dez anos depois da morte de Celso Daniel e as vésperas do inicio do julgamento do mensalão, a deputada federal Mara Gabrilli (PSD-SP) está publicando artigos lembrando que, nos autos, consta que muito antes do assassinato do prefeito de Santo André, “José Dirceu já se esbaldava com dinheiro desviado, oriundo da extorsão feita a empresários da cidade”. E emenda: “Meu pai (era Luis Alberto, da Viação Guaraná) foi um dos espoliados. Todo mês tinha sua empresa invadida por Sérgio Sombra, segurança de Celso Daniel. Ele jogava o revolver na mesa e exigia a caixinha”. Adiante, lembra que o pai tentou mostrar a bandalheira para Gilberto Carvalho (era secretário do Governo de Daniel) e nunca conseguiu nada. “Fui a primeira pessoa a levar toda essa história ao presidente Lula. Ele fez ares de surpresa e depois, mandou um de seus assessores me determinar que não poderia falar nada sobre a conversa que havíamos tido”. ( Giba Um)


(Publicado por Lígia Ramos,no FacebooK)







Nenhum comentário:

Postar um comentário