Follow by Email

quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

A Desordem e a Falta de Vergonha





  Em países sérios, os políticos são subservientes à sociedade. Cargo público significa legislar para e pelo povo. Ser político não significa enriquecer às custas do sofrido dinheiro dos contribuintes. Os cofres públicos são respeitados e eventuais tentativas de    do erário da nação, consequências existem, não só porque as pessoas conscientes cobram e fiscalizam, como também existe um sistema legal eficiente e rígido.

                   (vídeo que mostra a Suécia como um exemplo a ser seguido,no que tange aos políticos)





  Em países que não são sérios, os políticos são parasitas da sociedade. Cargo público significa legislar em benefício próprio, advogar em causa própria. Ser político significa SIM enriquecer às custas do sofrido dinheiro dos contribuintes. Os cofres públicos são saqueados a torto e a direito, com a conveniência de boa parte da mídia e da letargia dos eleitores/contribuintes/cidadãos. Leis e tribunais fazem o jogo sujo do sistema, absolvendo os mais abastados e punindo severamente os chamados "ladrões de galinha".

Nos dois vídeos abaixo,os integrantes do programa da Band, CQC, fazem um estrago tremendo na imagem tão combalida dos políticos em Brasília. Comentários e críticas ácidas e mordazes dão o tom do show que, salvo um equívoco ou outro, é um dos melhores da TV brasileira.








  Só é enganado quem quer. Muitos brasileiros tem vocação de ovelha. Dóceis e passivos, fazem o jogo dos lobos que estão saqueando os cofres públicos, que violentam a Constituição, cospem na dignidade dos cidadãos e que agem no melhor estilo mafioso. De novo, está na hora da sociedade se mexer. Ninguém pode alegar desconhecimento de causa, já que esses escândalos estão à mostra. Basta uma rápida pesquisa nas páginas sociais para constatar o tamanho da falência moral por que passa o tal Congresso Nacional. Os políticos nem sequer esperam o apagar das luzes para agirem como ladrões sorrateiros. Cometem seus desmandos e aberrações em plena luz do dia, sabendo que o brasileiro não se mexerá da poltrona para mudar as coisas. No máximo irá mudar de canal, para  fingir que nada sabe. Mas tenha certeza que para votar nos "paredões" do Big Brother, torcer para a seleção brasileira de futebol ou para acompanhar sua novela favorita, a nação estará atenta e bem disposta. Se entregando de corpo e alma à horas de alienação plena, numa pseudo realidade que entorpece e atrasa a sociedade como um todo. Mas e quanto a verdade?  Ora, a verdade...

Leia também :

A Fábula da Corrupção

VOCÊS, POLÍTICOS...




Nenhum comentário:

Postar um comentário