Follow by Email

domingo, 15 de janeiro de 2012

O Escárnio Nosso de Cada Dia



     Manchete no uol diz que a"atriz" Tania Khalil conta como dribla a fome. A sub-celebridade, que mede 1,66 metros de altura e pesa 52 quilos,portanto,abaixo do peso para sua altura,diz mostrar 'determinação' na hora de manter a dieta. "Adoro torta de ricota com passas, mas aprendi a me controlar e hoje consigo comer só um pedacinho e ficar bem", garante.



Tania conta que consegue controlar a fome na parte da manhã, mas confessa que precisa ter disciplina na parte da tarde e à noite. "Aprendi a driblar isso tomando um café com leite de soja e pão integral ou um bom shake à tarde", conta ao site de notícias.Num país onde passar fome,para milhões e milhões não é uma opção,e sim uma tragédia diária,uma pessoa vir a público e dizer que evita comer, "controla a fome",em suas palavras por mera superficialidade,demonstra escárnio.



Houve um tempo em as verdadeiras atrizes (Cacilda Becker,Fernanda Montenegro,Bibi Ferreira,Ruth Escobar,Marília Pêra,Beth Mendes, Miriam Pires) tinham fome de aprender,de aprimorar seus respectivos talentos,brindando o público com performances primorosas,encenando Becket,Pirandello,Ibsen.

Hoje elas são um sub-produto de uma geração desprovida de carisma,potencial e muitas vezes de credibilidade profissional,haja vista que qualquer canastrã pode ser chamada de atriz,desde que esteja com o botox em dia,e tenha sido lipoaspirada ao menos uma vez.

Lembrando que as atrizes citadas aqui serão sempre lembradas por seus dons,por interpretações cheias de inspiração. As "atrizes" de hoje (salvo raras exceções) serão lembradas --se tanto-- por abusarem do Photoshop e pelas frases desprovidas de lógica e bom senso.



2 comentários:

  1. Infelizmente hoje muitas mulheres acabam por fazer uma loucura dessas a fim de estar em dias com o estereótipo, não sabem que a felicidade plena consiste em aceitar
    que somos do jeitinho que queremos ser não como o mundo acha que devemos ser. As pessoas deixam de ser autênticas são tão mascaradas que as vezes dá nojo. Nós vemos estampada na cara a infelicidade.Como você citou tão bem, enquanto isso do outro lado há quem queira comer e não ache, este é o nosso mundo cheio de contrastes.

    Parabéns pelo blog, gostei muito!
    Um abraço, Seja bem vindo!

    ResponderExcluir
  2. Concordo com vc Andréa,pena que nem todo mundo consegue enxergar por esse prisma.Obrigado pelo comentário.Seja muito bem vinda.Um abraço

    ResponderExcluir