Follow by Email

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

Guerra dos mundos




Tentando fugir a regra de que todos os alienígenas só vão aos EUA,o filme A Hora da Escuridão mostra visitantes(ou vilões) espaciais indo à Rússia.Mas pra variar tem americanos na jogada e são eles (e somente eles)que podem salvar a Terra.Esse complexo messiânico não é de hoje e até grandes cineastas foram porta-vozes desse maniqueísmo(Spielberg,por exemplo).



Essa insistência em mostrar ao mundo que,até nas películas,os ianques são o xerife e,conseguinte,a nação mais relevante do planeta,produz cenas curiosas.Certa vez ao assistir o mais risível filme sobre a 'rixa' entre o Tio Sam e os aliens,Indepence Day,algumas pessoas comemoraram durante a cena em que uma nave destroía a Casa Branca.Cômico!Mas por um certo prisma,eles são os culpados de provocar reações como aquela.A insistência em querer governar o mundo do jeito deles,cometendo atrocidades,justificadas "em nome da democracia",desrespeitando direitos de outros países e não admitindo o mesmo tratamento contra seus pares, incomada a muitos ' terrestres'.Lembro de ter lido em uma pesquisa há algum tempo ,que os EUA são o país mais odiado do mundo.Como chegaram a esse ponto?Bom,a trajetória é longa,envolve derrubadas de presidentes,apoio a ditaduras,conspirações insidiosas,atentados contra governantes,invasões,inúmeras guerras e barbáries incontáveis.

A questão é como deixar de sê-los.Por um momento,os americanos até tiveram essa chance:a eleição histórica e surpreendente de um presidente afro-descendente,de ascendência muçulmana e democrata.Momento esse que o próprio 'homem mais poderoso do mundo' tem sabotado.Não faltaram oportunidades de mostar que seu país poderia mudar(esse era o discurso de campanha),corrigir a trajetória,dando uma guinada em uma direção da transformação.Mas o que se viu,foi  uma versão havaiana de George Bush.É bem provável que Obama se reelega,já que a oposição não tem mostrado um candidato que una o partido.Mas mesmo num eventual segundo mandato,dificilmente irá fazer com que as pessoas deixem de trocer para os alienígenas nas produções de Hollywood.



2 comentários:

  1. Fui uma das pessoas que vibraram com Obama na presidência dos EUA. Contudo acredito que teu texto contribua para reforçar a deteriorização de nossas expectativas quanto a esse mandatário da super potência, que hoje já não se vê tão inabalável assim.


    Gostei do post.

    Maria Marçal- Porto Alegre - RS

    ResponderExcluir
  2. Eu tbm vibrei quando Obama ganhou,Maria.Por tudo que ele representava,achava que ele poderia fazer história.Mas a decepção foi inevitável.Espero não ter passado uma visão negativa(ser crítico nem sempre é ser negativo).Não foi essa a intenção.Obrigado pela participação e saja muito bem vinda ao blog.Um abraço

    ResponderExcluir