Follow by Email

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

O Feio Mundo da Internet e da TV por Assinatura




  As empresas brasileiras ainda enxergam o consumidor e, conseguinte, seus funcionários, como números.

  O desenvolvimento de uma companhia depende de sua visão de mercado, seu compromisso com a ética e com as regras do jogo.

  O problema é que as regras por aqui são uma baderna só. No Brasil, as coisas são ditadas pelas empresas que, sabidamente, exercem forte influência no governo (seja ele qual for).



  Tomemos com exemplo a empresa NET. Durante muito tempo vinha nadando de braçadas no mercado da  TV por assinatura e internet. Sua maior concorrente era a Telefônica que, todos sabem, é uma das piores do setor, tendo o seu principal produto (o Speedy) proibido de ser vendido, por determinação da Anatel. A incompetência da empresa espanhola, aumentou o cacife da brasileira.

  Com a chegada da GVT, a internet se tornou uma fatia do mercado mais acirrada. Ao menos havia concorrente. E  com o lançamento do pacote completo pela companhia controlada pela francesa Vivendi , a NET viu algo inédito : perdeu cerca de 850.000 de seus clientes, em menos de um ano e meio, segundo uma fonte ligada a empresa brasileira me confidenciou.



  E de acordo com essa mesma fonte, reuniões de emergência foram feitas pela NET e nas reuniões costumeiras, onde os graúdos tinham que dar o ar da graça, a GVT era o mote das conferências.

 Um dos contragolpes em situações como esta, é a famosa redução de custos. Uma delas foi a transferência gradual das centrais de atendimento da empresa que ficavam no estado de SP (Campinas, Americana e São Paulo),  para a Bahia e no Ceará. A explicação? Segundo a minha fonte foi uma das maneiras de reduzir gastos, já que o chamado call center em SP tem um custo altíssimo, enquanto que no Nordeste, além das costumeiras isenções fiscais, os salários não estão no mesmo patamar dos que são pagos no Sudeste, por exemplo.

  Graças à incompetência da própria GVT, o quadro começou a melhorar para a NET, já que a empresa era ótima em internet, mas demonstrou muitos erros na implantação da TV por assinatura.  Resultado : a empresa brasileira reconquistou cerca de 500.00 mil assinantes, e o número continua crescendo.

  A estimativa para 2013 é boa. Mas lembremos que a NET, por ser do grupo da famglia Marinho, se aproveitou do monopólio conseguido anos antes e das regras esdrúxulas criadas e mantidas pela Anatel, o órgão que deveria regular o setor, mas que acaba advogando em prol das empresas, em detrimento dos consumidores, que dependem quase que exclusivamente dos Procons da vida para ter seus direitos respeitados.



 Em um mercado mais livre, sem a proteção que os grandes conglomerados tem, com um governo mais rígido, teríamos um setor, importante como o da TV por assinatura e da internet, cruciais nos dias de hoje, com muito mais opções e oportunidades; com valores acessíveis e pacotes convidativos. E não uma internet fraca (as empresas só tem por obrigação ofertarem apenas 20% da banda larga contratada)com valores estratosféricos e pacotes de canais que privilegiem os do grupo Globosat, caracterizando cartel.

  Um exemplo de que as coisas não andam tão bem no setor : AQUI

  E eis um exemplo do que as Teles fazem com o que ganham por aqui: AQUI



 Pacotes (combos) pouco convidativos ou com pouquíssimas opções, banda larga oferecida apenas 20% do que foi contratado ( o governo não exige mais do que isso), poucas empresas no setor, preços altíssimos, a internet mais cara do mundo...Esse é o mercado que, mesmo com todos os contratempos possíveis e imagináveis, continua em franca expansão. Mas até quando?

  Por estas e outras razões constatamos que o setor das telecomunicações como um todo vive um período de incertezas, ao menos enquanto tivermos um órgão NÃO-regulador como a Anatel que prefere fazer o papel de advogado do diabo, ao invés de proteger os consumidores.


 Leia também:

 * A Vingança do Consumidor




2 comentários:

  1. Pois é meu amigo, eu sei bem o que é sofrer nas mãos dessas operadoras. Eu havia contratado o combo da NET, mas como o serviço era péssimo, acabei ficando mesmo só com a banda larga e o telefone, mesmo assim evito ao máximo usar o telefone por causa da alta tarifa. A internet wi fi cai toda hora e apesar de ser 10megas é lenta. E contratei a Sky pra tv a cabo, mas também não é lá essas coisas. Inclusive estou até pensando em processar a net por causa de uns problemas com meu tel.
    Pois é amigo.....a gente sofre...
    Parabéns por mais este texto.
    Um forte abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. nem me diga, Claudinha. Já passei tanto apuro com essas empresas...As vezes só resolvia quando eu envolvia a imprensa no meio. Aí sim eles trabalham correto. Um abraço, minha amiga

      Excluir