Follow by Email

sábado, 16 de fevereiro de 2013

How Nazys Treat Children from Palestine




  Exatamente de que PAZ falam os líderes mundiais com relação ao Oriente Médio? A paz no estilo de Adolf Hitler, talvez. Os mais incautos chegam ao ridículo de afirmarem, categoricamente, que os palestinos usam suas crianças e mulheres como "escudos humanos". Com um vizinho com um poderio bélico tão poderoso, os bombardeios vem de onde menos se espera. Ou seja, a tese pequeno burguesa não tem validade.

  Outros,menos dotados intelectualmente, dizem que Israel SEMPRE é provocado pelos foguetes do Hamas. Para uma nação que ostenta armas nucleares e se orgulha de ter matado milhões de árabes, desde o fim da década de 40, o argumento cai por terra. Se um foguete cai em Jerusalém e atinge uma casa, a sirene ajudou a prevenir feridos e os ocupantes, invariavelmente, já deixaram o lugar. Enquanto que as aeronaves israelenses, seus poderosos tanques e seu armamento pesado (financiados graças aos impostos pagos pelos trouxas dos americanos que, mesmo com uma crise econômica sem precedentes, ainda dá suporte à guerras e a aliados que apreciem e vivam de conflitos bélicos) continuam a arrasar uma terra já devastada por miséria e desolação. Ainda sim, os nazistas, comandados pelo primeiro ministro Benjamin Netanyahu (ou outro qualquer, afinal todos pensam da mesma maneira) querem mais e os assentamentos judaicos ilegais continuam a pleno vapor, com protestos de todo o planeta.

  Mas Israel não se incomoda com críticas. Exatamente como o povo hebreu, que invadia terras que não lhes pertenciam, roubava propriedade alheia e matava para conseguir o que queria (tal qual um adolescente mimado), ignorando que os povos da época tinham isonomia, liberdade e suas posses. Coisas invejadas por aqueles que agem como chacais.  Povo este, cujo os feitos narrados no Velho Testamento ou no Torá carecem de lógica e bom senso, sendo refutados por todos os historiadores e arqueologistas sérios do mundo. Traduzindo, pura balela.

  Ainda sim, se arvoram no direito de continuar em sua senda de destruição, sem se importar com a vida, com os direitos humanos e nem com a PAZ.


   Eis, abaixo, um exemplo do jeito Hitleriano do governo de Israel de tratar crianças e adolescentes:


























































  Aqui está a prova de que o tal "povo escolhido de Deus" faz contra aqueles que eles odeiam.

  Para tudo tem limites. ONU e EUA apoiam deliberadamente o genocídio na Palestina, portanto são coniventes com as barbáries que acontecem contra homens, mulheres, idosos e crianças. Os governantes de Israel, Estados Unidos e o Secretário Geral da ONU deveriam ser levados imediatamente ao Tribunal de Haia, por perpetuarem e apoiarem crimes de guerra. Aqueles que não concordem ou que se recusem a aceitar o fato ou, pior, apoiem integralmente o governo nazista de Israel, por favor não esqueça de pegar sua SUÁSTICA na saída e de fazer a saudação apropriada  a Benjamin Netanyahu: "HEIL, BENJAMIN!!!"



2 comentários:

  1. O que acho interessante nessa guerra!

    É que todos estão mais interessado na guerra e na politica, do que nos seus filhos.

    Quantas crianças inocentes terão que morrer para as disputas politicas cessarem?

    ResponderExcluir
  2. Uma coisa sei, todos vão se encontrar com DEUS.....
    E depois com o pai deles o diabo para queimarem juntos.
    Uma coisa conforta meu coração, o bebezinhos estão com PAPAI DO CÉU...
    E eu vou velos lá.

    ResponderExcluir