Follow by Email

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

Enquanto isso, no País das Olimpíadas...




Do blog do JUCA KFOURI


A situação da natação brasileira hoje não é boa.



  • Somos o país campeão mundial do doping no ano passado. Corremos sério risco de sermos cortados de competições internacionais. 
  • Falta de transparência e critérios em todas as ações executivas e financeiras realizadas pela CBDA.
  • Há cada vez menos atletas nos brasileiros infantis, juvenis e juniores.
  • Muito dinheiro é recebido de patrocínio estatal, e grande parte desse dinheiro vai para os atletas já consagrados, com pouco investimento na base.
  • As piscinas estão em frangalhos (aquiaquiaquiaquiaqui e aqui), com as notáveis exceções que confirmam a regra.
  • Os critérios para convocações das seleções são jurássicos. Por que não fazer diferente?
  • A natação feminina patina.
  • Os atletas brasileiros preguiçosamente se concentram em provas curtas e, pior, em provas curtas não olímpicas!
  • Mesmo com esse cenário, por que não surgem ao menos candidaturas de oposição? Por que é muito difícil (para não dizer impossível) conseguir sequer se candidatar ao cargo. Maiores detalhes sobre essa dificuldade aqui.

Diante do exposto, gostaria de parafrasear  as belas palavras do então candidato de oposição em 1984, Coaracy Nunes Filho, e repeti-las em alto e bom som, naturalmente com uma única alteração:

“Não é uma reação pessoal ao Dr. Dinard Coaracy, cujos méritos reconheço nesses 25 anos em que dirigiu os esportes aquáticos brasileiros, mas uma reação a essa situação desoladora que esses esportes encontram-se, pois entendo que é hora de mudar para melhor, para dar mais esperanças aos nossos atletas.“

Em outras palavras: obrigado por tudo, Coaracy. Muda CBDA.

Leia na íntegra o texto AQUI


Leia também :



Nenhum comentário:

Postar um comentário