Follow by Email

sábado, 14 de abril de 2012

APENAS UM "TÍPICO" BRASILEIRO



  Tal qual Homer Simpson é o retrato exato do americano médio (alienado,fanático por esportes,usa a TV como escape da realidade,pouco inteligente,obeso e xenófobo), por aqui há o "brasileiro típico". E nem precisa-se de muito esforço para encontrá-lo. É possível vê-lo em vários lugares, sempre agindo do mesmo jeito. Para reconhecer o biotipo:


O Brasileiro Típico -

*Odeia política; geralmente trata com desdém quem pensa o contrário (já vi pessoas que escolheram em quem votar há poucos metros da cabine eleitoral, pegando aqueles "santinhos"do chão para colar);



*Adora música de péssima qualidade (contrastando com outras épocas em que por essas bandas praticamente só se tocava coisa boa nas rádios Brasil afora);

*Veste-se da mesma maneira (geralmente com bermudas de gosto duvidoso, com acompanhamento da indefectível camisa do time favorito e do boné. Ah, como o brasileiro tem fixação por bonés...Como se sentisse vergonha constante do próprio cabelo);

*Apresenta comportamento desleixado em público (como se tivesse receio de parecer educado, vivendo em sociedade);

*Prefere padecer dos males do câncer de próstata, ao invés de fazer o exame de toque, que é preventivo, mas que mexeria com sua frágil sexualidade (há pessoas que claramente preferem a doença, do que o exame );

*Tem como sua religião o futebol (fala constantemente sobre, conhece a escalação do time, as datas dos jogos, o hino do clube, não perde nenhum jogo e chega ao cúmulo de relegar a família a segundo plano por causa das partidas);

*Denota um machismo exacerbado (sente-se permanentemente ameaçado pela companheira, pois não admite que ela, eventualmente, ganhe mais do que ele, nem que tenha voz ativa em casa);

*Fala muito mal o idioma (achando um absurdo que alguém fale acertadamente o português, chegando ao ponto de ridicularizar aqueles que falam corretamente; isso, em si, já demonstra uma ignorância atroz);

*Sua bebida oficial é a cerveja (é facilmente ludibriado pela propaganda maciça da mídia, sentindo orgulho de ser um "brameiro" da vida);

*Tem o péssimo hábito de cuspir na rua, aos olhos de todos;

*Comete a gafe de coçar a genitália em público, com frequência, o que invariavelmente, pode significar pouca higiene pessoal (coisa que para ele não é tão necessária);

*Despreza cultura (entre sair com a família para um programa cultural, e ficar em casa vendo a programação dominical da TV aberta, ele opta pela segunda opção);

*Muitas vezes apresenta sinais de frustração, devido a não realização pessoal (está estagnado há tempos) e na vida profissional (ocupa geralmente sub-empregos);

*Tem o costume de, ao adentrar um supermercado degustar várias coisas, sem o objetivo de sequer pagar por elas ao chegar no caixa (e via de regra, quando faz isso, está com os filhos juntos; dando um mal exemplo para a prole, que no futuro irá cometer os mesmos erros);

*É quase sempre uma simples estatística;


  Pode-se dizer que o Brasil tem melhorado nos últimos anos, ainda que de forma tímida, apesar daqueles que escolheram o caminho mais fácil, o do efeito manada: para onde a maioria está indo é para lá que ele tem que ir, para não chamar a atenção indevida, nem ter que seguir o árduo caminho que leva a evolução. 

Principalmente quando ser um típico brasileiro serve apenas para mascarar a insegurança, o medo e a sensação de estar em terreno perigoso (romper barreiras).

Definitivamente, ser mais um rosto na multidão, serve apenas como uma 'muleta' para aqueles que não querem e/ou temem o que existe além do lugar comum.
   Idolatrar ignorância e atraso só interessa àqueles que precisam que as coisas não mudem de forma alguma.Aqueles cujo negócio é a ESTAGNAÇÃO TOTAL. Afinal, é bem mais fácil controlar várias ovelhas, do que alguns cavalos bravios.

Em tempo - apesar da música Inútil,do Ultraje a Rigor ter sido composta em 1985, ela ainda é atual em muitas coisas, principalmente no que foi falado neste Post.






Nenhum comentário:

Postar um comentário