Follow by Email

domingo, 5 de fevereiro de 2012

PANEM ET CIRCENSES


 E se aproxima mais um carnaval,no Brasil.Data que,segundo a lenda,é o verdadeiro reveillon brasileiro,pois só depois dele é que o ano começa.Os políticos também devem pensar dessa forma,já que após um recesso de 40 dias(acredite,já foi de 60 dias),os nobres servidores da nação param novamente,desta vez para o carnaval,visitando seus currais eleitorais  verificando se seus súditos estão suficientemente alienados com o ritmo do trio elétrico,para prestar atenção em suas falcatruas.





É época também de aparecer um certo tipo de ser humano sazonal.É importante nessa época; só é lembrado nesse momento e,após a quarta feira de cinzas,volta a ser uma insignificante pessoa,mais um rosto na multidão.Por isso aproveitam ao máximo.Pode ser a 'madrinha da bateria'(sabe-se lá o que diabos é isso...),os 'comentaristas' e apresentadores de ocasião,as pseudo celebridades(um ex-integrantes de BBB,ou ex de jogadores de futebol) e,é claro,no dia da apuração,os presidentes das agremiações.Sempre com vários bicheiros,ou seus capachos dando o ar da graça(se bem que esse ano talvez haja baixas nesse último quesito;muitos estão sendo procurados pela polícia).




E mesmo após a quarta feira,muitos locais continuam a comemorar(??) por mais alguns dias,semanas até.E curiosamente,são os mesmos lugares que sofrem mais com a miséria,a desigualdade social,o analfabetismo e a ignorância.Talvez seja essa a razão.Manter as pessoas menos privilegiadas(em todos os aspectos)longe da realidade.




E nisso,o carnaval é muito eficaz.O brasileiro já é despolitizado por natureza.Nesse período do ano,então...Como já nos ensinava os romanos,para lidar com o 'povão', só com pão e circo. As vezes,até com menos...


Nenhum comentário:

Postar um comentário