Follow by Email

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

MEU BRASIL BRASILEIRO


  Nesse circo de horrores em que se transformou a Bahia(mais de 100 assassinatos,inúmeros feridos,vários estabelecimentos comerciais roubados,arrastões e clima de guerra e abandono,típico de países como o Afeganistão ou Iraque),quem perde é a nação.Crônica de uma tragédia anunciada(não só na Bahia,mas em outros estados),o salário de um policial,assim como de um bombeiro ou professor é uma vergonha nacional.A falta de diálogo e de competência descambou numa greve que estourou no dia 31/01.Cerca de 300 policiais estão amotinados na assembleia do estado,esperando por um gesto do governador para resolver o impasse,já que a greve foi declarada ilegal pela justiça;e com toda razão.





Frases de zombaria por parte dos manifestantes como "uhuuú,o carnaval acabou" fazem com que a população,já indignada,fique mais revoltada com os mentores da insurgência.Afinal,o estado inteiro está a deriva,sem uma segurança minimamente aceitável.

Os soldados da Força Nacional,que são os que estão fazendo a segurança no estado,lançaram bombas de efeito moral e dispararam balas de borracha para contra policias grevistas,num momento mais tenso até agora.Exército participa do reforço na segurança,mas em número insuficiente,já que no interior do estado a coisa está mil vezes pior do que na capital.num cenário dantesco.É evidente que abandonar a população na mão denota ausência total de caráter por parte da corporação.Não é só uma questão de ir e vir que está ameaçada com essa greve.A vida do cidadão baiano está em permanente perigo.Mas devemos lembrar também,que quando o PT era oposição,bradava aos quatro ventos,que os salários pagos aos policiais no Brasil inteiro,era um acinte (na época o partido mirava principalmente em SP suas críticas para minar os tucanos,em um 'curral' eleitoral de longa data do PSDB).

Hoje no poder os integrantes do  neo-PT (sim,porque aquele antigo partido dos trabalhadores morreu faz tempo,sendo que a 'pá de cal' foi o escândalo do mensalão) tem uma visão diferente.A desculpa é "o orçamento deste ano não prevê pagamentos adicionais aos policiais".É.O orçamento deste ano,nem do ano passado e nem dos próximos anos.Do jeito que a coisa vai teremos funcionários como policiais e professores e até médicos ganhando menos do que se ganhava quando o PT era oposição.Isso em ano eleitoral,quando a oposição busca pedras para acertar a vidraça do partido dos Trabalhadores,não é pouca coisa.

Enquanto isso a população pede socorro.Resta saber se sua excelência,o governador Jaques Wagner vai ouvir.Mas se não ouviu o clamor dos quartéis desde 2007,então não será agora que dará ouvidos a quem de fato mereça.



Nenhum comentário:

Postar um comentário