Follow by Email

sábado, 27 de abril de 2013

Torcer e se Alienar






  Torcer por uma agremiação já não tem muita lógica. Como hobby, vá lá. Mas para muitos brasileiros torcer é uma religião. E tal qual um fanático religioso que se acha seguidor da única crença que leva a salvação absoluta, para torcedor compulsivo se arvora no direito de, presunçosamente, dizer “meu time é o melhor”.

  Isso se reflete no modo como muitos ingênuos se comportam com relação à seleção brasileira.

  Durante o regime militar, a “canarinho” era usada como isca para distrair a opinião pública, enquanto as atrocidades corriam soltas nos sombrios porões dos quartéis. Um bom exemplo é assistir ao filme “Pra Frente Brasil”, que fala a respeito. Primoroso.

  E ainda assim, até hoje, jogos (oficiais ou não) são usados para confundir os incautos. Enquanto houver partidas de futebol, o cérebro não foca em assuntos sérios.
 




COPA E ELEIÇÃO

  Ano de Copa do Mundo, no mesmo ano de eleições majoritárias. Coincidência? Sem chance.

  O pleito de 1989 já estava marcado, como a primeira eleição presidencial livre para presidente, após duas décadas. José Sarney, o senhor absoluto do Maranhão, fazia jogo duro sobre a duração de seu mandato como presidente “tampão”.

  Amparado na popularidade efêmera conquistada com o famigerado “Plano Cruzado”, Sarney se considerava ungido dos céus para dar sequência a pseudoestabilidade econômica.

  Após eleger quase todos os governadores possíveis Brasil afora, graças ao Cruzado, o político maranhense viu que era hora de dar o bote. Disse que era necessário que seu mandato durasse seis anos. Ele sabia que não seria aceito por seus opositores, que tentaram barganhar e ofereceram cinco. Sarney aceitou, desde que seu sucessor só tivesse apenas quatro anos.

  Tudo certo, matemática feita e ele sairia em 1989 e as próximas eleições seriam em 1994,98, 2002...Sempre em ano de Copa do Mundo. Numa feliz coincidência,para os alienados de plantão, é claro.

  Para os que entendem os meandros do Establishment, o ardil era óbvio, mas perspicaz.




  Não se trata de desconstruir imagem da seleção brasileira. Sei que muitos a defendem com unhas e dentes. Há os que sequer admitem críticas à única (e pálida) esperança tupiniquim: Neymar. São pessoas que entraram no jogo do ‘sistema’, foram absorvidas pelo Status Quo e nem perceberam. Sei disso, porque já fui excluído da página de algumas pessoas nas redes sociais, por criticar a “joia” santista. Um claro exemplo de quem optou, claramente, pelo NÃO PENSAR.

  De novo: torcer, como um mero passatempo, sem problemas. Ser contagiado por ufanismo barato é atraso de visa e, conseguinte, da sociedade.

Os políticos agradecem cada vez que os trouxas gritam gol...



Leia também:





2 comentários:

  1. Olá Marcelo!
    Lógico que sim, e ainda mais que usam nosso dinheiro para financiar os clubes, que tem folhas de pagamento milionárias, e não ajudam ninguém, só querem pra si...Isso me irrita, as escolas e hospitais em estado deplorável e esses malditos governos de merda enchendo mais e mais as contas bancárias dos milionários clubes com nossa grana. Vão ser alienados assim no inferno..."Oh, os clubes estão precisando de ajuda" "Ajude seu clube do coração!" Que coração? É o amor idiota tipo mulher de malandro, quanto mais apanha, mas ajuda...É o cúmulo da cretinice! Enquanto seus diretores tem férias de luxo e iates, os campos estão mal cuidados, as arquibancadas estão caindo aos pedaços, o acesso é ruim, deixam eles irem pra segunda divisão, não investem em melhorias. Imbecis que deveriam requerer mais saude e educação, ficam se manifestando pelos clubes, fazendo arruaça, quebrando patrimônio publico, mantando pessoas,etc....O torcedor que se dane, os donos de clubes querem mais é faturar, e só; E o povo lá trouxa gastando o dinheiro que poderia investir numa faculdade nessas merdas...E o que me dá mas raiva são os governos puxa sacos incentivando a população a ser mais otária ainda e ajudar os clubes em vez de exigir que eles colaboram mais com o pais
    torcedor é mesmo um otário, ainda por cima fica arranjando confusões, maltratando os jogadores, lançando projeteis e matando seu semelhantes. Sujam os estádios, agridem..etc..
    sem mais
    abração!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E para piorar, meu caro Marcos, os torcedores é que financiam essas barbaridades. O alto grau de alienação os mantém longe da realidade e mais fanáticos por futebol. Ainda se entendessem dos podres que acompanham o esporte...Mas, não.O que importa é apenas e tão somente os gols do time do coração. E o resto que se dane. um abraço Marcão.

      Excluir