Follow by Email

sábado, 3 de março de 2012

O EFEITO JOSÉ SERRA


  
 Depois de postergar por várias semanas,o ex governador/ministro/prefeito/senador José Serra finalmente optou pela candidatura à prefeitura paulistana.Sua participação no pleito prejudica,e muito,a candidatura do ex ministro da Educação Fernando Haddad,do PT,que contava com um candidato de pouca expressão por parte do PSDB e do apoio incondicional do atual prefeito Gilberto Kassab --mas principalmente do tempo que o seu partido, o PSD,tem na TV e dos eventuais vereadores que ocupariam a câmara  paulistana.

Com Serra,muda-se o plano de Lula,que é padrinho político de Haddad (assim com foi de Dilma) e obriga o Partido dos Trabalhadores a mudar estratégia e possíveis alianças para,finalmente recuperar a cadeira do executivo em São Paulo.Por outro lado,atenta contra a candidatura tucana o mesmo sistema 'trampolim' de Serra :se elege,mas dois anos depois já está concorrendo novamente a um cargo majoritário de maior visibilidade,e nunca finaliza seu mandato.Isso denigre sua ficha e os eleitores não vão deixar barato --nem seus adversários.

Fato é que a simples menção de seu nome já fez a mais recente pesquisa Datafolha colocá-lo com 30% da preferência das pessoas ouvidas pelo instituto,com uma larga vantagem para seus concorrentes mais próximos.Celso Russomano e Netinho de Paula.Se José Serra tiver um partido unido para apoia-lo,pode chegar novamente à prefeitura.E ainda esperar em silêncio a eleição presidencial,com cacife político e acompanhar Aécio Neves se lançar candidato pelo partido e com certeza,ser sabotado por Serra.Exatamente como Aécio fez nas últimas eleições ,apoiando descaradamente Dilma,fato esse que o ex ministro ainda não digeriu e só espera o momento certo para dar o troco.




Nenhum comentário:

Postar um comentário