Follow by Email

segunda-feira, 9 de setembro de 2013

Obama, um genocida




"Eu sei que o governo da Síria usou armas químicas contra sua população", disse o presidente dos EUA Barack Obama.

Obama sabe? O governo americano, como um verdadeiro "Grande Irmão", tudo sabe, tudo vê. Estranhamente, só não conhece a própría realidade.

Temk conhecimento do sofrimento do povo sírio, mas ignora a mesma agonia sofrida pelos palestinos, que enfrentam problemas similares, há décadas.


Diz ter ciência que Bashar Al Assad tem tiranizado seu povo, mas desconhece a miséria do seu país. Detroit, em Michigan é o exemplo de como uma cidade dos Estados Unidos pode ter índices comparáveis com cidades da Somália. O estado do Kansas é pródigo em tristes exemplos como esse. Veja AQUI.

Ele espiona o mundo inteiro, mas é cego e surdo aos clamoresdo povo americano, que patina em uma economia viciada, estagnada, sujeita à intempéries de Wall Street. Um país que prioriza a indústria bélica, em detrimento à saúde e educação, está fadado ao fracasso.




Obama sabe o que acontece na Síria? Sim, ele sabe. Está a par do verdadeiro caráter dos integrantes da oposição, que é financiada, inclusive pela a Al-Qaeda. Os mesmos "opositores" que usaram armas químicas, que Barack imputa ao governo legítimo sírio. Mas suas prioridades são outras. Ele pouco se importa com o povo da Síria, preso no meio duma guerra civíl, entre forças leais a Assad e as milícias paramilitares, mercenários a mando da Otan. Não, o presidente dos EUA se interessa (e muito) pelas reservas de gás natural que o país do Oriente Médio possui. Assim como Bush queria atacar o Iraque, acusando o governo do ex aliado Saddam Hussein, de também possuir armas químicas, e de estar por trás do atentado de 11 de setembro (argumento delirante de um déspota sanguinário) ; ele queria por as garras nos poços de petróleo (e foi bem sucedido) dos iraquianos. De novo, nenhum interesse humanitário, apenas ganância e ambição descabidas.

Obama, assim como seu antecessor, busca saquear nações soberanas. O presidente americano, detentor de um Prêmio Nobel da Paz, pressiona a comunidade internacional para apoiá-lo em seus delírios de grandeza.

Barack Obama sabe muita coisa, principalmente devido ao seu sistema de vigilânica ilegal e desonesto, denunciado por Edward Snowden. Só não sabe que é um genocida e já figura entre os piores presidentes dos Estados Unidos em todos os tempos. É uma sonora decepção e uma vergonha para sua raça.

Muito se especulou, ao longo dos anos, o que seria do mundo caso os nazistas tivessem ganhado a Segunda Guerra. Bom, de certa forma, o nazismo se tornou vitorioso, graças a corja de marginais que se apossou da Casa Branca no pós guerra. Felizmente, o mundo já sabe disso.


Leia também:

Obama candidato (esperança); Obama presidente (decepção).

Somos Todos Edward Snowden



Nenhum comentário:

Postar um comentário