Follow by Email

segunda-feira, 7 de maio de 2012

O EGOÍSMO NOSSO DE CADA DIA



   De todas as lendas urbanas,uma das minhas preferidas é a que tenta enaltecer o brasileiro,como povo,cidadão e privilegiado.Explico."O brasileiro é muito simpático,educado e prestativo para com o próximo".Cascata.É evidente que há os caridosos e fraternos de plantão mas,grosso modo,somos individualistas.E provas não faltam.No mercado,quando alguém está em um corredor,esquece que há outras pessoas por perto e bloqueia a passagem com o carrinho.Sem contar que ao transitar pelas ruas,as pessoas parecem esquecer do direito de ir e vir de outrem.


No trânsito.Bom,aí o que não falta são exemplos.Podia começar pela costumeira fila dupla,ultrapassagem perigosa,a direção sob influência de álcool,o desrespeito ao próximo.Há pessoas que chegam ao cúmulo de "vender" os pontos da carteira de habilitação,para que possam continuar agindo de maneira irresponsável pelas ruas das cidades.


  Na política,onde os nobres deputados,senadores e afins,agem em benefício próprio,enriquecendo às custas de uma nação que anda às mínguas,para sustentar o luxo estapafúrdio e as ambições descabidas de aloprados e congêneres.Corrompendo e se deixando corromper,à luz do dia,enquanto o Brasil definha a passos lentos,sem recursos para as necessidades vitais (e obrigatórias por parte dos governantes,sejam eles de âmbito federal,estadual ou municipal).


   É comum furar fila,tentar burlar a lei,fazer "gambiarras"(internet,luz e até água),sonegar impostos(aí os empresários graúdos são 'exemplares',principalmente ao não registrar funcionários),subornar,furtar coisas pequenas (em lojas e supermercados),desrespeitar os vizinhos(barulho,música alta até tarde),estacionar em locais proibidos,ou em frente a garagens,sentar em bancos reservados a idosos e gestantes,nos ônibus...Os exemplos são infinitos e a chance de mudança é pequena,a médio prazo.



Vivemos no país do jeitinho.Na terra dos espertos(ou velhacos).Onde "levar vantagem em tudo,certo?",é a frase motora.Onde se aproveitar das brechas do sistema,é motivo de orgulho,onde os maus exemplos acabam passando de pai pra filho,se este não se dá ao respeito,ou não conquista o mesmo.





Nenhum comentário:

Postar um comentário